Follow by Email

terça-feira, 23 de abril de 2013

Musculação no combate ao Mal de Parkinson


Além de proporcionar mais disposição, energia, aumentar a massa muscular, ser indicada para todas as idades e, para os mais vaidosos, ainda melhorar a aparência, amusculação pode ser, também, uma aliada contra o Mal de Parkinson. De acordo com um estudo realizado na Universidade de Illinois, em Chicago, nos Estados Unidos, esta atividade é capaz de amenizar os danos motores causados por esta doença e proporcionar mais qualidade de vida.
Segundo os pesquisadores, um teste clínico foi realizado, durante dois anos, com mais de 40 pacientes que sofrem do Mal de Parkinson. Ainda de acordo com os responsáveis pelo estudo, foram comparados os efeitos da musculação com exercícios como o alongamento. Sintomas como rigidez no corpo e tremores foram medidos numa escala que avalia a evolução da doença em seis, 12, 18 e 24 meses. Os pesquisadores informaram que as medições foram feitas em épocas que pacientes não tomavam medicações.
De acordo com os resultados da pesquisa, as atividades que envolviam equilíbrio, alongamento e musculação indicaram uma melhora na coordenação motora após seis meses. Já os que levantaram pesos tiveram aumento de 7,3 pontos na escala após dois anos.
Outros benefícios da musculação
- A musculação aumenta o metabolismo. Sendo assim, é possível queimar mais calorias por dia;
- Fortalece os ossos e reduz o risco de desenvolver a osteoporose;
- Aumenta a resistência muscular;
- Previne lesões na coluna vertebral.

Musculação no combate ao Mal de Parkinson

Fonte: Sua Dieta